26 de julho de 2013

Canção de Inverno



O frio chegou tomando acento
Deixando tudo mais evidente
A dor
A saudade
Os medos da gente
E a solidão dos carentes

O agasalho
A lareira
A água quente
E a má condição dos indigentes

O olhar
O paladar
O cheiro da flor
Uma canção de amor
Que de repente
Toca e torna tudo mais atraente...

(Anderson Lopes)

11 de julho de 2013

Bruna


Quanta dor há naquela menina
Tão nova ainda
E a tristeza já fez morada
A vida pesa
Naquelas mãos delicadas

Amores já viveu
Com a experiência de mulher já feita
Amores já perdeu
Já derramou prantos de viúva aflita
A pele muito jovem
Reveste a alma envelhecida

E quanta alma há naquela menina
Transborda em seu corpo
Como o mar que a praia invade
E arranca o cais em noite de tempestade
Com a mesma força que tem a saudade
Em seu peito ainda em formação.

Anderson Lopes