5 de março de 2013

Entre o Desejo e o que Há de Fato



A intuição cega a razão
Como o olfato confunde o paladar
O gosto nem sempre faz jus ao cheiro
O sexto sentido não serve como instinto

Não sou quem desejei dez anos atrás
Tão pouco digo o que ensaiei há dez minutos antes
Os sonhos guiam a vida
E a realidade a desvia

Pintei São Paulo com olhos imaginativos
Controversa arte feita de anseios
E aspirações diluídas em tinta barata

O real desbota o quadro
Frustra o artista
Poda as suas asas

Sim, Waly
**O real é oco, coxo, capenga.
O real chapa.
A imaginação voa...


[Anderson Lopes]
** Trecho do poema "Persistência do Eu Romântico", de Waly Salomão.

17 comentários:

  1. Muito bom!
    Waly foi um dos grandes, rebelde por natureza.
    Grande abraço, sucesso e grato pela visita.

    ResponderExcluir
  2. Legalzão. E ainda deixou com vontade de ler o Waly Salomão.

    ResponderExcluir
  3. A imaginação é sempre melhor que a realidade, por isso, muitos/as vivem, dela e com ela.

    ResponderExcluir
  4. Olá, queria-te pedir que pusesses "Gosto" aqui:

    https://www.facebook.com/festivalsecundario2012/posts/500633693307159?comment_id=5247343&notif_t=share_reply

    Se ganharmos, eu e uns amigos ficamos com bilhetes para o festival secundário em Gouveia! Obrigada :)

    ResponderExcluir
  5. O titulo da postagem é muito sugestiva, consigo pensar em inúmeras coisas que existem entre o desejo e que há que de fato na vida real - é complicado, algumas coisas são muito complicadas.

    ResponderExcluir
  6. Meu querido poeta, que primor de poema, me leva para tantos lugares e sensações...sabe quando o café está sendo preparado, o aroma beira perfeição, então após o primeiro gole, a verdade, o aroma era muito melhor que o gosto...Também sempre soube que não há tempo para ensaios, a vida está aí, direta, vivemos de improviso e sinceramente não sei mais o que deseja ser há dez anos atrás...e de novo São Paulo, sabe que tou me apaixonando por esta cidade, que nunca fui, só por novelas e televisão e nunca me atraiu muito, eu bicho do mato, mas tu falas de uma maneira tão carinhosa, curiosa, que ela entrou na lista das dez cidade que preciso conhecer. Wally é uma força da natureza, como disse alguém nestes comentários. Sempre delicioso vir aqui e me embebedar de poesia.
    ps. Meu carinho meu respeito meu abraço.
    ps.2 Obrigado sempre pelas carinhosas visitas em meu bloguinho.

    ResponderExcluir
  7. Então, deixemo-nos voar
    já que a realidade é azeda
    e nos prende os pés.

    ResponderExcluir
  8. que seja o céu nossa cama
    ao levantar... e a realidade
    um janela distante.


    =)

    bj meu

    ResponderExcluir
  9. O real desbota o quadro
    Frustra o artista
    Poda as suas asas

    Concordo. Todo artista, seja ele escritor, pintor, cantor, etc, precisa fugir da realidade sempre.Que graça teria?

    ResponderExcluir
  10. EM SUMA: a realidade nem sempre é o que a gente espera ou imagina D:
    ~~ Emilie Escreve ~

    ResponderExcluir
  11. Só na imaginação que pintamos um lugar só nosso.

    ResponderExcluir
  12. A realidade pode ser recreada por nós..ou não?

    Beijinhos,
    Pensando com Arte - com texto novo, deixa opinião.

    ResponderExcluir
  13. Quando meu real voa,
    minha imaginação pede emprestado.

    ResponderExcluir
  14. A imaginação aplicada molda o real.

    Utópico? Talvez...

    Abraços!

    ResponderExcluir