26 de dezembro de 2012

26 de Dezembro


Da Noite Feliz
Ficou a solidão em mim
E a mesa farta de saudade
Que é a sobra da alegria
Que noutros tempos eu comi

Sozinho com o meu vinho
O álcool conserva o gosto de outros natais
E a tristeza se desfaz
Em meio às histórias
Que a memória reconstrói
Ao som do blues do B.B. King

Da noite feliz
Restou eu só aqui
Com o meu vinho
E algumas lágrimas para consolar...

[Anderson Lopes]

23 comentários:

  1. Para mim, este ano não houve sequer Noite Feliz.

    ResponderExcluir
  2. Caralho, vc é foda!(Desculpa as palavras)
    Mas minha noite feliz foi mais ou menos dessa maneira, um vazio dentro de mim, saudade de alguém que não ligou mais pra desejar, Feliz Natal...

    ResponderExcluir
  3. Natal com sabor amargo...

    Anderson, desejo à você um 2013 repleto de felicidades!

    ResponderExcluir
  4. Oi, Andersen!

    Espero e quero que o dia seginte ao dia de Natal, portanto, hoje, dia 26, não tinha assim, pra você.
    O álcool é uma ilusão, uma panaceia, da qual só se sai, com ajuda.

    Obrigada pelos seus votos em meu blog.

    QUE SEU NATAL TENHA SIDO DE ALEGRIA ESPONTÂNEA!

    Beijo da Luz.

    ResponderExcluir
  5. Oi,

    Pretendo retificar: seguinte.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  6. Dessas "noites felizes" também sobra pouco (ou nada) em mim...

    Recordações bem guardadas de infância, deve ser tudo o que fica.

    Aquele abraço.

    ResponderExcluir
  7. Noite não tão feliz, diria.
    Porém: Noite pessoal.

    ResponderExcluir
  8. Um natal mais realista, e não como os estampados em comerciais cheios de sorrisos.

    ResponderExcluir
  9. Sem ser tão pretenciosa,
    a descrição foi a minha "noite feliz", natais nem tão felizes assim.
    Vamos reiniciar com o novo ano e nos acalantar com palavras de tênue esperança.
    Feliz 2013.

    ResponderExcluir
  10. Olá, Anderso.

    Preciosas lágrimas. Nunca duvidei que as lágrimas dos poetas são diamantes raros que se recusaram em se transformar em cristais, mas nem por isso perderam o seu valor.

    Que o novo ano lhe traga também sorrisos, mesmo sabendo que sorrisos são flores que numa ora brilha, noutra murcha.

    ResponderExcluir
  11. Vim te desejar um FELIZ ANO DE 2013!

    ResponderExcluir
  12. As lagrimas passam por nos e em nos ao ler cada blog, e acredite eu gosto do seu pelo facto de me fazer pensar tanto!

    http://bllmaescritadeumcoracaoviajante.blogspot.pt/
    dá opinião,
    Pensando com Arte.

    (Recebe um sopro no coração de mim, para ti)

    ResponderExcluir
  13. É triste para um dia que poderia ser belo..e, também, é lírico.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. cada palavra escrita entrou em mim profundamente *

    ResponderExcluir
  15. Querido amigo poeta, como disse Herculano, sobrevivi a mais um final de ano em que temos a obrigação de ser feliz, como não consigo, afastei-me... saudade destes poemas, logo retomarei e poderei me afogar em tuas palavras e quem sabe me descubra mais um pouco. Que 2013 seja leve conosco.
    ps. Meu carinho meu respeito meu abraço.

    ResponderExcluir
  16. Que tristeza é essa?? Volte a ativa logo ..
    bjos

    ResponderExcluir
  17. São momentos que, tristes ou felizes, chegam com força e muitas vezes sem serem chamados. Tudo o que nos resta é vivê-los até que abra espaço para a vinda de outros.

    Gostei muito daqui!

    ResponderExcluir
  18. sempre sabram restos e o pouco do muito.


    =)

    ResponderExcluir
  19. é apenas uma noite mais
    passa e passou

    uma noite a mais

    beijinho

    ResponderExcluir
  20. A mania do homem de dar significado aos dias que poderiam ser só mais um de solidão...
    acaba sendo umnatal solitário reflexivo...que nos rende uma boa poesia..e ainda ao som de B.B king...curti...
    paz !

    visite-nos

    http://aspirantesapoetasurbanos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir