24 de outubro de 2011

Espera


Pior que a espera
É a certeza da ausência eterna
A falta que ocupa todos os cômodos da casa
O gosto amargo do fim na boca
O sufoco das palavras não ditas...

Ah, quanta vida comprometida
Por conta de um adeus!

Anderson Lopes

Nenhum comentário:

Postar um comentário