7 de maio de 2012

Exausto

Minha poesia anda cansada
De seduzir palavras
De jogar com as rimas
De procurar por quem por ela se encante

A minha poesia anda cansada
E eu estou calado
Sem conversa
Sem versos...
Os meus pensamentos mal formam uma frase.

Anderson Lopes

5 comentários:

  1. Bem sei. Bem sinto. Bem... uma hora passa. Não se esforce para seduzir, eu sempre tive uma queda pelos desapercebidos...

    ResponderExcluir
  2. As vezes nos vemos assim mesmo e da ate vontade de abandonar tudo..
    Mas sempre é uma fase...
    Não se canse!

    Bjo

    ResponderExcluir
  3. Oi Anderson,
    "Os meus pensamentos mal formam uma frase."
    E mesmo assim outros vem e, é a mesma coisa, e outros e outros, até o cansaço, assim estou eu.

    Gostei muito do teu espaço

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. "... cansado do peso
    da (minha) cabeça"
    do jogo linguístico
    e, mesmo elas:
    as palavras,
    versam, tramam
    como algozes
    o nosso desfecho

    ResponderExcluir