4 de setembro de 2012

Aos Olhos do Grande Centro


Espreitam-me os olhos da rua
Pupilas dilatadas
Pesa-me o seu olhar
Constrange-me
Mas não me paralisa
E eu sigo
Despido pelo grande centro

Esquinas, avenidas, viadutos me atravessam
Os carros atropelam a visão “feliz de cidade”
E os meus olhos se lançam suicidas do alto dos prédios sem fim

Os arranha-céus sangrando as nuvens
Os Homens Máquinas sem controle
Os Anti Homens Máquinas sem uso
E eu
Compomos a paisagem que dilata os olhos da rua

Mas a minha alma a rua não enxerga
O grande centro não me despe por completo
E eu sigo embalagem
Prejulgado
Mas com a alma intacta...

“E foste um difícil começo
Afasto o que não conheço
E quem vende outro sonho feliz de cidade
Aprende depressa a chamar-te de realidade
Porque és o avesso do avesso do avesso do avesso...”

[Anderson Lopes]

11 comentários:

  1. Meus aplausos! Simplesmente, maravilhoso. Adorei... o retrato da gente dentro da cidade.

    ResponderExcluir
  2. Gostei dos 'olhos suicidas'. :)
    ê, paulicéia desvairada. relação de amor e ódio.

    ResponderExcluir
  3. a cidade que nos olha e não nos reconhece, tantas vezes vejo assim a minha

    beijinho

    ResponderExcluir
  4. ... e andamos intactos para o mundo quando queremos ou precisamos... preservação,a palavra.
    Bjos

    ResponderExcluir
  5. Adorei seu blog, achei tudo muito lindo e interessante, espero que sua semana seja maravilhosa, cheia de amor e alegrias!
    Ficaria muito feliz se você visitasse meu blog e seguisse também.

    Beijos

    Ani

    http://cristalssp.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Sabe? "E foste um difícil começo" diz tudo sobre este poema!!
    Sinto a caracterização de um olhar, um olhar que ama, estarei enganada??
    Que saudades já eu tinha das suas visitas!!
    Beijinhos,
    Pensando com Arte.

    ResponderExcluir
  7. Belíssima a sua poesia, Anderson.
    É sempre muito bom conhecer um novo poeta...
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  8. Muito bom !
    Acabei de conhecê-lo no blog do Ricardo .
    Coloquei um comentário dirigido a vocês dois .
    Começo a segui-lo , poeta .
    Beijos

    ResponderExcluir